Pesquisa no Blog

Carregando...

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Conheça os quatro níveis da leitura


Fonte: Blog do Galeno, Universia - 04/04/14

Você sabia que a leitura não é uma atividade linear em que o leitor somente absorve o conteúdo do livro? Uma boa leitura contém 4 diferentes níveis de envolvimento. Quanto mais você souber lidar com eles, melhor poderá aproveitar o hábito de ler.

Essa teoria foi lançada no livro How to Read a Book: the classic guide to intelligent reading, escrito pelos norte-americanos Mortimer J. Adler e Charles Von Doren. O livro foi publicado primeiramente em 1940 e, em 1972, passou por alterações dos próprios autores.

O primeiro nível é chamado de leitura elementar. Nela, há pouco envolvimento intelectual e emocional. Por isso, geralmente são leituras rápidas e de fácil entendimento, como propagandas e banners. Nessa fase, o leitor é capaz de responder qual é o conteúdo do texto, mas sem se aprofundar mais.

Depois, passamos para o segundo nível, que é a leitura de inspeção. Nesse patamar, o leitor age como um detetive: lê mais de uma vez, analisa as frases, entende o contexto, etc. A pessoa ainda não está totalmente envolvida com a leitura, mas já de aproxima mais do conteúdo do texto.

O terceiro nível é a leitura analítica. Neste nível, o leitor já está completamente envolvido com a leitura. Além de conhecer a história, ele entende o que o escritor quer dizer, compreende a estrutura do texto e consegue conectar esse conhecimento com outras informações já conhecidas por ele. Dessa forma, já é possível ter uma opinião formada sobre a leitura.

O nível mais avançado da leitura é praticado por poucas pessoas, e se chama leitura sintópica. Nela, o leitor consegue, além de ler o livro, comparar a obra com outras que ele já leu e, com isso, visualizar o assunto por diversos ângulos. Dessa forma, o leitor pode chegar a novas conclusões que, muitas vezes, não se encontram nem nos próprios livros.

Sabendo a existência desses quatro níveis, é possível aproveitar a sua leitura ao máximo e incorporar esse conteúdo ao seu conhecimento.

quinta-feira, 6 de março de 2014

Agenda de Cursos e Eventos da BVS-Vet



A Biblioteca Virtual em Medicina Veterinária e Zootecnia disponibiliza uma agenda online com os congressos, Simpósios, Encontros, Workshops, Jornadas, entre outros cursos e eventos, nacionais e internacionais, das áreas de medicina veterinária e zootecnia.


Acesse aqui e acompanhe os próximos eventos!

Caso saiba de outros cursos e eventos importantes para área, indique para nós aqui.



quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Semana de Recepção aos Calouros 2014

Bem-vindos à Biblioteca Virginie Buff D’Ápice!

A biblioteca entregou aos novos alunos da FMVZ um kit com orientações de pesquisa e utilização de seus recursos informacionais. 

Esperamos que nos visitem muito durante todo o curso!

Kit da biblioteca distribuído aos calouros

Além disso, preparamos essas 10 dicas infalíveis para os nossos calouros:


  1. Faça o seu cadastro na biblioteca. Não se esqueça de levar o cartão USP, RG, CPF e comprovante de residência. Para ajudar a memória, utilize a mesma senha de outros sistemas da USP.
  2. Entre com o login e senha toda vez que for utilizar o Portal de Busca Integrada, pois você poderá salvar as suas pesquisas, adicionar comentários e tags aos recursos informacionais e, também, realizar a reserva dos materiais que estão emprestados para outros usuários.
  3. Os materiais bibliográficos estão organizados em ordem alfanumérica e as revistas em ordem alfabética. Anote o número de localização que aparece no sistema e procure o material na estante. Caso não consiga localizar os materiais, não se acanhe... Peça ajuda aos funcionários da biblioteca!
  4. Você tem direito a emprestar até 10 itens, por um período de 10 dias, mas não saia derrubando e perdendo livros pelo caminho. Pegue os materiais aos poucos. Caso danifique e/ou extravie os materiais emprestados, você terá que ressarcir a biblioteca com uma obra idêntica e em bom estado de conservação. Evite esse incômodo.
  5. Não atrase a devolução dos materiais, a suspensão é contabilizada por dia e por item atrasado. Lembramos que você pode realizar até 3 renovações, caso os materiais emprestados não estejam reservados, e, por esse motivo, recomendamos renovar sempre um dia antes da data de devolução. A renovação pode ser feita pelo sistema Dedalus ou pelo Portal de Busca Integrada, ou seja, pela internet e à distância. 
  6. Configure o Serviço VPN no seu computador, dessa forma você terá conectividade à rede USP toda vez que estiver conectado à Internet e, assim, poderá acessar todas as bases de dados assinadas pela universidade.
  7. Utilize a Biblioteca Virtual em Medicina Veterinária e Zootecnia – BVS-Vet para as suas pesquisas acadêmicas. As mídias sociais da biblioteca virtual funcionam também como fonte de informações atualizadas sobre área. E, além disso, a agenda dos cursos e eventos ajudará no seu planejamento semestral.
  8. Não encontrou algum livro no acervo que faz parte da bibliografia básica e/ou complementar das disciplinas? Sugira a compra aqui
  9. O empréstimo de materiais das bibliotecas USP é unificado. Portanto, você pode pegar materiais em qualquer uma das bibliotecas da USP. Aproveite para emprestar livros de outras áreas e também para ler por lazer. É importante manter a cabeça aberta!
  10. O horário de funcionamento da biblioteca é de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, em período letivo, e das 8h às 17h em período de férias. É importante não esquecer de pegar seus pertences no guarda-volumes antes da biblioteca fechar.


Ainda está com dúvidas? Entre em contato conosco:

Atendimento Online: clique aqui

E-mail: bibfmvz@usp.br

Tel.: 55 11 3091-7922

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

THOR - Projeto de Tratamento e Higienização de Obras Raras


Com o Edital de Preservação de Acervos e Patrimônio Cultural, lançado pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, a Biblioteca Virginie Buff D´Ápice da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo - FMVZ/USP criou uma sala especial, com aquisição de móveis e equipamentos, também, higienizou e restaurou 701 obras raras e especiais, com a finalidade de preservação do acervo da memória institucional e da medicina veterinária.

Este acervo, com aproximadamente 1000 itens documentais, constituiu-se ao longo dos 78 anos da existência da faculdade e contem obras datadas a partir de 1824 que possuem características de raras ou que tenham valor histórico para a instituição e/ou para a área.



Placa indicativa do Projeto

A sala foi projetada na entrada da biblioteca para que os usuários possam ter fácil acesso a essas informações, representadas por livros antigos, raros e especiais, documentos textuais e fotografias.


Entrada da sala de obras raras e especiais

O projeto definiu uma sala de 20,30 m², com iluminação pensada para permitir a consulta dos livros por parte dos usuários, mas não causar danos aos materiais. O forro foi refeito com gesso rebaixado para permitir a perfeita instalação das luminárias. Instalou-se sistema de climatização recomendado para a metragem da sala, que pode ser ajustado permitindo que o acervo seja mantido em condições ideais, sem oscilações de temperatura. A sala conta, ainda, com desumidificador que fará o controle da umidade do ar e termo higrômetro que indicará se a temperatura e a umidade estão adequadas ao acervo.

Um sistema de combate a incêndio composto por detectores de calor e de fumaça, ligados a uma central de controle que aciona alarmes posicionados de tal forma que possam ser ouvidos pela segurança, também foi instalado. Além disso, dois extintores de incêndio, próprios para este tipo de material, ficam em lugares estratégicos para qualquer eventualidade.

Acervo de obras raras e especiais

Sala equipada com sistema de combate ao incêndio, 
iluminação especial e climatização


Entre higienização e restauro, 701 obras foram tratadas com o objetivo de salvaguardar as informações nelas contidas, mantendo-se sua originalidade. Muitos desses materiais estavam em péssimo estado devido ao grande uso e a ação do tempo, apresentando acidez excessiva do papel, perda de suporte, furos de pragas, rasgos, encadernação desmontando, páginas onduladas, sujidade, etc.

Faelli, F. Razze bovine, equine, suine, ovine, caprine. 2 ed. Milano, Ulrico Hoepli, 1917. 512 p.


A primeira etapa realizada foi a higienização, quando, então, foi avaliado o real estado da obra, seguido de tratamento da acidez, restauro das folhas, re-encadernação e acondicionamento.

O principal benefício que o projeto trouxe para a biblioteca, para a FMVZ e para a sociedade foi a preservação dos materiais, proporcionando o acesso rápido a essas informações e, consequentemente, a preservação da memória, essencial para a instituição pois retrata não só suas atividades, mas a época em que está inserida, constituindo sua reputação e perpetuação.

Clique aqui para a galeria de fotos.